ATENÇÃO: o Hermes Pardini não entra em contato com seus clientes para oferecer entrega de resultados de exames mediante qualquer tipo de pagamento.

Vacina Rotavírus pentavalente: Doses, reações e mais

Indicado para:

Vacinas para bebês

Vacinas para bebês

Vacina Rotavírus

A vacina rotavírus pentavalente é indispensável para proteger bebês de até 8 meses de vida. De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), os rotavírus são responsáveis pela maior parte dos casos graves de diarreia em crianças menores de cinco anos e provocam mais de 200 mil mortes por ano.

A transmissão dos rotavírus acontece via fecal-oral (no contato pessoa a pessoa), mas também pode se dar por meio do toque em objetos, utensílios e brinquedos e superfícies de ambientes coletivos ou até mesmo pelo consumo de água ou alimentos contaminados.

Diferente de um adulto, o sistema imunológico das crianças ainda está em processo de amadurecimento e, logo, é mais suscetível a infecções. 

A vacina rotavírus é importante justamente por isso - ela cria anticorpos e protege crianças de complicações causadas por diferentes vírus que circulam no país. 

Com eficácia em torno de 90%, a vacina rotavírus é aplicada por via oral nas clínicas privadas de vacinação. 

Na versão pentavalente, é composta por cinco tipos de rotavírus vivos “enfraquecidos”, denominados sorotipos G1, G2, G3, G4 e P1A. 

 

Para que serve a vacina rotavírus?

A vacina rotavírus previne e evita complicações causadas pelo rotavírus, um vírus pertencente à família Reoviridae que causa diarreia grave principalmente em crianças menores de 2 anos de idade. 

 

Qual é a indicação da vacina rotavírus pentavalente?

Assim como a vacina rotavírus comum, a rotavírus pentavalente é recomendada para crianças a partir das 6 semanas de vida e pode ser aplicada em crianças de até 8 meses.

Vale lembrar que o limite de idade para a primeira dose é de 6 a 15 semanas (1 mês e 15 dias a 3 meses e 15 dias).

Já a última dose deve ser aplicada até os 7 meses e 29 dias de idade.

A vacina rotavírus pentavalente pode ser aplicada simultaneamente a outras vacinas.

 

Quais são as contraindicações da vacina rotavírus pentavalente?

A rotavírus é contraindicada para pessoas com hipersensibilidade conhecida à administração prévia da vacina ou a qualquer componente da vacina. 

Também é contraindicada para crianças com doenças intestinais crônicas, incluindo malformação congênita do trato gastrointestinal, e crianças com conhecida imunodeficiência primária ou secundária.

 

Quais são as reações da vacina rotavírus?

Em alguns casos, raramente, após a aplicação da vacina contra rotavírus, foram relatadas reações como irritabilidade, perda de apetite, diarreia, vômitos, flatulência, dor abdominal, regurgitação de alimentos, febre branda e fadiga.

Caso a criança regurgite, NÃO se repete a dose. 

Não houve ocorrência de eventos adversos quando comparada a placebo.

 

Qual o esquema de aplicação?

São aplicadas três doses. O esquema padrão recomendado pela Sociedade Brasileira de Imunizações é que as doses sejam aplicadas com 2 meses de intervalo - aos 2, 4 e 6 meses de idade -, mas a vacina também pode ser aplicada com no mínimo 30 dias de intervalo entre cada dose. 

 

Qual a via de administração? 

A vacina rotavírus pentavalente é aplicada por via oral. 

 

Qual é a composição da vacina rotavírus pentavalente?

A vacina pentavalente é composta de vírus atenuados derivados de cepa bovina com modificação genética expressando G1, G2, G3, G4 e P1A. 

 

Quanto custa e onde tomar a vacina rotavírus pentavalente?

Para consultar o preço da vacina rotavírus pentavalente e os convênios atendidos, entre em contato com a central de atendimento. Você encontra a vacina rotavírus nas unidades do Laboratório Hermes Pardini e também através do nosso atendimento móvel.


Outras dúvidas sobre a vacina contra o rotavírus

 

Quais são os riscos de não vacinar meu filho contra o rotavírus?

Os rotavírus são a principal causa de diarreia aguda grave, especialmente nos primeiros dois anos de vida, podendo levar à desidratação grave. 

Qual é o melhor momento para começar a vacinação contra o rotavírus?

Aos dois meses de idade, já se iniciando a proteção pois a doença pode ocorrer precocemente.

O que fazer se meu filho perder uma dose da vacina rotavírus pentavalente?

Comparecer rapidamente ao serviço de vacinação pois o esquema não pode ser completado após sete meses e 29 dias..

A vacina rotavírus pentavalente é segura para crianças com alergias alimentares?

Sim. Ela não é mais reatogênica nessa situação e nem causa alergia alimentar.

Como devo cuidar de meu filho após ele receber a vacina rotavírus pentavalente?

Não há necessidade de cuidados especiais..

A vacina rotavírus pentavalente pode ser administrada junto com outras vacinas do calendário infantil?

Sim. Não há interferência com as outras vacinas. Também não há necessidade de intervalos especiais entre ela e as outras se não aplicadas no mesmo dia.

Quais são os sinais de que devo procurar atendimento médico após a vacinação?

São comuns as coincidências de outras doenças após a vacinação. portanto, qualquer sinal importante na criança, deve-se procurar o pediatra, independente de ter relação ou não com a vacinação

Como funciona a proteção conferida pela vacina rotavírus pentavalente contra diferentes cepas do vírus?

Os tipos presentes na vacina dão ampla proteção através de reação cruzada com outros tipos, após esquema completo.

Buscar por vacina