Nenhuma opção deste produto está disponível.
Indicação
A Febre Amarela (FA) é uma doença viral febril aguda, com potencial gravidade, a qual pode ser transmitida por mosquitos infectados com o vírus amarílico, da família Flaviviridae, mesma do vírus da dengue. Existem 2 formas de FA descritas, a silvestre e a urbana. A primeira é transmitida pelos mosquitos dos gêneros Haemagogus e Sabethes. Já a urbana ocorre através do mosquito Aedes aegypti. No entanto, desde 1942, o Brasil não registra casos de febre amarela urbana. A maior parte do território do país é considerada região endêmica para a Febre Amarela, à exceção de regiões contidas na grande faixa litorânea desde o Piauí até o Rio Grande do Sul. Assim, todas as pessoas que vivem nas áreas endêmicas devem ser vacinadas a partir dos 9 meses de vida. O mesmo vale para os viajantes que se deslocam para essas áreas.
Esquema de aplicação
- Crianças: dose única aos 9 meses de idade. De acordo com o Ministério da Saúde e a Sociedade Brasileira de Imunizações(SBIm), não é necessária uma segunda dose, aos 4 anos de idade, conforme recomendado anteriormente. -Adultos que nunca receberam a vacina: é necessário apenas 1 dose na vida.
Contraindicações
Algumas contraindicações são absolutas como a vacinação de crianças menores de 6 meses de idade; pessoas com imunodepressão grave por doença ou uso de medicação; pacientes que tenham apresentado doença neurológica desmielinizante no período de seis semanas após a aplicação de dose anterior da vacina; pessoas submetidos a transplante de órgão e portadores de câncer. Ademais, citam-se história de reação anafilática grave relacionada a substâncias presentes na vacina e história pregressa de doenças do timo (miastenia gravis, timoma, casos de ausência de timo ou remoção cirúrgica). Há ainda situações de precaução, nas quais, é necessário que você entre em contato com a nossa equipe de vacinas para avaliar a possibilidade de vacinação. São elas: gestantes, mães que estão amamentando os filhos menores de 6 meses, pessoas maiores de 60 anos e portadores do vírus HIV. Em todos esses casos, em função de o risco da vacinação poder superar o benefício, há necessidade de apresentação de uma prescrição médica por parte do cliente. Assim, nesses casos, é necessária uma avaliação da indicação da vacinação com a nossa equipe.
Eventos adversos
Assim como qualquer vacina, pode apresentar eventos adversos, os quais são geralmente leves e transitórios. Em até 25% dos casos, pode ocorrer febre, dores no corpo, vermelhidão ou inchaço no local da aplicação, efeitos que tendem a desaparecer em até 1 semana. Eventos adversos graves, reações sistêmicas e neurológicas persistindo por mais de 48 horas, associadas à vacinação contra febre amarela, parecem ocorrer com frequência mais elevada após os 60 anos de idade (1 a cada 125.000 vacinados). No entanto, de um modo geral, reações alérgicas mais importantes foram raramente observadas